top of page
  • Foto do escritorLelo Brito

VAGÃO 98 remunera 56 pessoas pela Aldir Blanc


A Fundação repassou os R$140.000,00 contratados com a SECULT-MG

aos artistas e trabalhadores da cultura


Na noite de terça-feira (21/12), o Vagão 98 concluiu com sucesso os pagamentos da Chamada Pública Simplificada nº 004/2021, o último auxílio emergencial para artistas e trabalhadores da cultura de Minas Gerais em 2021. Foram contempladas 56 pessoas físicas, de 12 áreas artísticas e culturais, com prêmios de R$1.900,00, R$ 4.000,00 e R$ 6.000,00 que totalizaram R$140.000,00 em repasses. As verbas são provenientes da Lei Aldir Blanc (Lei Federal nº 14017/2020), através da Secretaria de Cultura e Turismo do Estado de Minas Gerais (SECULT).


A Chamada Pública Simplificada de seleção do Vagão priorizou os artistas e trabalhadores da cultura que ainda não haviam acessado os recursos da Lei Aldir Blanc, seja através dos editais de 2021 do Vagão 98, dos municípios ou do Estado. A maioria dos contemplados, 60%, acessou os recursos pela primeira vez. E os prêmios foram distribuídos para 13 cidades mineiras, 98% delas da região do entorno do Circuito Turístico das Águas.

O Vagão 98 custeou toda a operação com verbas próprias, o que tornou possível repassar integralmente os recursos pactuados com a SECULT aos beneficiados. “Com a gestão criteriosa das nossas verbas de manutenção ao longo do ano, foi possível absorver o custeio da operação. E os critérios de seleção que empregamos proporcionaram uma rigorosa descentralização do acesso aos recursos, conforme o proposto pela SECULT”, observa Paulo Guerra, presidente da Diretoria Executiva do Vagão 98.


Toda a operação, desde o recebimento das verbas pela Fundação até a execução do último pagamento, foi realizada no tempo recorde de 30 dias. Um resultado que reflete a experiência da equipe do Vagão 98 na execução de propostas desta natureza e o compromisso da Comissão Avaliadora destacada para avaliar as propostas. Composta por 5 membros, sendo três presidentes dos conselhos do Vagão 98, um integrante da Fundação Cultural de Varginha e uma acadêmica da Academia Caxambuense de Letras, a Comissão Avaliadora trabalhou com dedicação e independência, a partir de critérios objetivos e impessoais.


Também colaboraram com a execução da Chamada Pública Simplificada como pontos de coleta de recibos: a Fundação Cultural de Varginha, a Fast Internet, de Cambuquira, a atriz Iviane de Carvalho, por Campanha, o produtor cultural do Vagão 98 Lelo de Brito, em Três Corações e a escritora Selma Bajgielman por São Lourenço.


Número de beneficiados por área cultural

Número de beneficiados por cidade




106 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page