Título Vagão98 - Nossa História.png

Missão
Promover o desenvolvimento artístico e cultural em Lambari e região.

 

Visão
Tornar o Centro Cultural Vagão 98 um centro de referência no setor da economia criativa Nacional

 

Valores
Transparência
Parceria
Iniciativa
Persistência
Reconhecimento

 

A Fundação Cultural Vagão 98 começou a ser gestada no já distante ano de 1990, quando Paulo Guerra e Elizabeth Simões, um casal carioca da gema, trocou a Cidade Maravilhosa por Lambari-MG. 

Além da vontade de recuperar vínculos familiares e afetivos nas alterosas mineiras, o casal trouxe com a bagagem o desejo de participar dos movimentos culturais e artísticos na região. 

Em 1994, ano do falecimento do clown Mussum e do maestro Antônio Carlos Jobim, Paulo e Elisabeth haviam marcado o primeiro território: inauguraram uma livraria. Ao final de 2011, quando o escritor cubano Guillermo Cabrera Infante lançou o exótico romance “A ninfa inconstante”, eles conseguiram adquirir um imóvel na região central da cidade, para sediar a Estação Mercado do Livro. 

A ideia inicial, de ampliar o espaço da livraria, logo se converteu na ambição de adequar o prédio para receber atividades artísticas nos andares superiores.

No conturbado ano de 2013 vieram os primeiros parceiros de ocupação artística do prédio, e com eles a ideia de fundar uma instituição cultural. No ano seguinte, o Centro Cultural Vagão 98 nasceu como um coletivo de produtores e artistas, mantido com receitas obtidas com a oferta de cursos livres e por doações dos próprios idealizadores. 

Em 2017, o coletivo decidiu que era hora de alçar o Vagão à instituição sem fins lucrativos. Batizada como Fundação Cultural Vagão 98, a entidade seguiu se consolidando ano a ano, em direção se converter em patrimônio cultural do Sul de Minas. 

Nos anos de 2019 e 2020 a entidade produziu e ofertou expressivos 163 programas artísticos e culturais. Parte deles realizados na própria sede, um espaço aconchegante e estruturado para ser palco das diversas linguagens artísticas.

Tudo isso só foi possível graças a parceiros e apoiadores leais, diretores e conselheiros experientes e uma equipe executiva que hoje conta com gestores de projetos, de comunicação social e curadoria artística. 

Passados sete anos desde os primeiros sonhos, o Vagão 98 é hoje, sem dúvida, uma das locomotivas da chamada economia criativa no interior mineiro. 

Vem também fazer parte dessa história!

20170721 IMG_8126.JPG