Título Vagão98 - Blog.png
  • Lelo Brito

O Vagão 98 retoma as atividades presenciais com um espetáculo exclusivo para os profissionais de saúde de Lambari-MG


No próximo domingo (31), às 19h, o Vagão 98 receberá o espetáculo “Duo Dias Tranche: Um sopro pelo dedilhado da diversidade”, que apresenta grandes composições da música erudita e do cancioneiro popular brasileiro, pelas mãos da dupla formada pelo violonista pernambucano José Dias e pela a flautista mineira Laura Tranche. O show será exclusivo e gratuito para os profissionais de saúde de Lambari-MG e seus convidados, além de ser transmitido ao vivo pela internet. Devido aos protocolos sanitários de prevenção à Covid-19, o show terá ingressos limitados. Serão oferecidos 15 ingressos aos profissionais de saúde de Lambari, que poderão trazer um convidado, desde que ele também esteja imunizado. Profissionais de saúde e convidados terão que apresentar o cartão de vacinação para ingressar no centro cultural.


“Nada mais justo do que dedicarmos a nossa reabertura presencial aos profissionais de saúde, que estiveram esse tempo todo na linha de frente do combate à pandemia, salvando vidas. O show é uma forma de agradecê-los. E ao homenagear os profissionais que atuam em Lambari, homenageamos todos os profissionais de saúde do país”, comenta Paulo Guerra, diretor executivo do Vagão 98.


Os ingressos serão distribuídos por ordem de inscrição.


Clique aqui para reservar seu ingresso


Link para a transmissão ao vivo do espetáculo



59 visualizações0 comentário
  • Lelo Brito

Atualizado: 19 de Out de 2021


Para comemorar os 85 anos do cineasta, dramaturgo, ator e escritor carioca Domingos Oliveira, que se completariam no dia 28 de setembro, o Cineclube do Vagão 98 e a Forte Filmes apresentaram a Mostra Domingos Oliveira 85 anos, que apresentou quatro filmes e duas mesas virtuais sobre a vida deste que foi um dos maiores artistas brasileiros de seu tempo. As atrações foram exibidas por meio de link e senha fornecidos pela produtora e através do canal do YouTube do Vagão 98. Os filmes ficaram disponíveis por 48h após a estreia.



A primeira atração da Mostra, o filme “BR 716”, com Caio Blat, Glauce Guima e grande elenco, foi ao terça-feira (28/9), às 20h30. Após a exibição, Glauce Guima, que venceu o Kikito de Ouro de Melhor Atriz Coadjuvante no 44º Festival de Gramado por sua atuação em “BR”, conversou com convidados sobre o filme e a obra de Domingos Oliveira. “BR 716” conta a história das delícias, paixões e excessos da boemia carioca que viu se formar no horizonte, como uma nuvem pesada sobre a vida, o golpe militar de 1964.


“Eu sempre achei a política importante, mas não a coisa mais importante do mundo. A coisa mais importante do mundo para mim é o amor. Se você pega qualquer pessoa, o homem mais vil ou o mais insignificante do mundo, e começa a conversar com ele, após o segundo uísque ele vai te contar sobre o grande amor da sua vida, sobre como ele teve ou não teve uma filha”, comentava Oliveira em entrevistas, a respeito de sua obra repleta de histórias autobiográficas.



Na noite de 02 de outubro (sáb), às 20h30, a Mostra apresentou “Todo mundo tem problemas sexuais”. Trata-se de uma comédia de costumes, criada a partir de peça teatral homônima escrita por Oliveira e Alberto Goldin. O filme narra, com graça e sem cenas de nudez, cinco histórias de encontros e desencontros íntimos, de casais e entre casais brasileiros. Com Priscilla Rozenbaum, Pedro Cardoso, Orã Figueiredo e grande elenco, este é um dos filmes mais hilários de Domingos Oliveira.







Na quinta-feira (30/9), às 19h30, a Mostra apresentou ainda a mesa de debates “Produção de cinema no Brasil, com Renata Paschoal, atriz e produtora de Oliveira, Priscilla Rozenbaum, atriz, roteirista, assistente de direção e companheira de Oliveira nas últimas décadas, e Marcelo Leme, diretor de cinema e responsável pelo audiovisual no Instituto Moreira Salles de Poços de Caldas.



NOVIDADE!

A Forte Filmes brindou o público do Vagão 98 com um presentão! A partir da terça-feira (5/10), às 20h30, foi exibido "Carreiras" (2007, 72'). "Carreiras" conta uma noite da vida da jornalista Ana Laura (Priscilla Rozenbaum). Aos 40 anos, bela e bem informada, âncora de um telejornal, ela está muito insatisfeita com as sucessivas perdas de espaço dentro da emissora. Entre uísques e carreiras de cocaína, telefonemas e visitas inusitadas, se lança em uma vingança figadal, que termina pela manhã com uma surpresa improvável. "Carreiras" é um dos principais "BOAs", como Domingos Oliveira batizou seus seis filmes feitos com "Baixo Orçamento e Alto-astral".


No dia 07 de outubro (quin) foi a vez do Cineclube do Vagão 98 se reunir para uma conversa risonha e franca sobre a obra de Domingos Oliveira. Através do e-mail comunicacao@vagao98.org você pode se inscrever para participar do cineclube, que está retomando suas atividades com a realização da Mostra.



Na noite de encerramento da Mostra, no sábado 02 de outubro, também às 20h30, foi exibido o documentário “Domingos”, de Maria Ribeiro. Montado com entrevistas, registros de ensaios de peças teatrais e trechos de filmes de Oliveira, o documentário mostra como vida, obra, paixões e obsessões do autor se mesclam em um legado que tem, ao mesmo tempo, a densidade filosófica da grande arte e a agilidade astuta do cotidiano. “Minha obra é medíocre. O meu ponto de vista sobre a vida é que é fascinante”, brinca o diretor em depoimento ao documentário.






A Mostra Domingos Oliveira 85 anos teve o apoio de: Cinecipó - Belo Horizonte-MG; Mostra Audiovisual de Cambuquira (MosCa) - Cambuquira-MG; Fundação Cultural de Varginha - Varginha-MG; Gato Cinza - Varginha-MG; Marginárlia Filmes - Campanha-MG; Instituto Moreira Salles - Poços de Caldas-MG.

Canais na Internet: www.vagao98.org

@vagao98

Mais informações: comunicacao@vagao98.org



141 visualizações0 comentário
  • Lelo Brito

O projeto Ocupação do Teatro do Vagão 98 está de volta, e a atração da vez é um espetáculo de jazz. O “Duo Matiz” apresenta “A linguagem do Jazz”, show com contrabaixo acústico e elétrico e guitarra, que explora climas inusitados do universo do jazz, em releituras de clássicos da música popular, como Clube da Esquina, Djavan e Beatles.


O “Duo Matiz” é formado por Anderson Bacha, contrabaixista de música popular e erudita há mais de 15 anos, pós-graduado em música, com especialização em performance; e por Marco Oliveira, violonista, guitarrista e arranjador, com diversas turnês e gravações com grandes artistas no currículo.


Curta esse espetáculo sensacional e compartilhe com seus amigos!



20 visualizações0 comentário