Título Vagão98 - Blog.png
  • Lelo Brito

Atualizado: 27 de mai.


Lambari, São Lourenço, Cambuquira, Três Corações, São Bento Abade e Varginha

Conheça a nossa autora homenageada e saiba tudo sobre a nossa programação

Olá! Seja bem-vindo à VI FLAVIR, a feira literária mais charmosa do Sul de Minas! Neste edição, seguimos na trilha da memória e da identidade mineira, com uma programação que reúne grandes nomes da literatura, da educação, das artes visuais e do cinema, além de escritores e poetas do Sul de Minas.


Realizada pelo Vagão 98 (@vagao98), em parceria com a Livraria Estação Mercado do Livro (@livraria_estacao_mercado), a VI FLAVIR tem patrocínio da Villa Container (@villa_container) e apoio cultural da Ótica Brilharte (@oticabrilharte1) e da TNT Skate Shop (@tntskateshop).


Após, no ano passado, a feira ter homenageado Conceição Evaristo, neste ano a curadoria deu um passo atrás na trilha da ancestralidade das escritoras mineiras negras ao homenagear a escritora Carolina Maria de Jesus.


Nascida em Sacramento-MG, Carolina Maria de Jesus (1914-1977) mudou-se para São Paulo ainda jovem. Na capital paulista, instalou-se na favela do Canindé - hoje extinta - onde morou com os três filhos até os anos 1960. Para sobreviver, combinava trabalhos como empegada doméstica e catadora de papel. Com o tempo livre, Carolina dedicava-se com paixão ao destino que escolheu para si mesma: escrever e ser reconhecida como autora de literatura.


Em 1958, o jornalista Audálio Dantas, do Jornal da Tarde, visitou a favela Canindé para fazer uma reportagem. Na comunidade, encontrou-se com Carolina Maria de Jesus e teve acesso aos cadernos em que ela escrevia seus diários. Encantado com a força narrativa de Carolina, Dantas publicou alguns textos no jornal e apresentou o material à editora Francisco Alves - uma das maiores do país à época. Em 1960, os diários de Carolina, editados por Dantas, foram publicados sob o título de "Quarto de Despejo". A publicação fez um sucesso estrondoso. O livro alcançou a incrível marca de 100 mil cópias vendidas, 10 mil delas apenas nos quatro primeiros dias após o lançamento. "Quarto de Despejo" superou em vendagens outro grande lançamento da literatura brasileira da época, "Gabriela: Cravo e Canela", de Jorge Amado.



Carolina Maria de Jesus por João Pinheiro


Passados 60 anos da publicação de "Quarto de Despejo", a vida e a literatura de Carolina estão sendo redescobertas. A profusão de pesquisas acadêmicas sobre a autora, sobretudo nos últimos vinte anos, além da releitura de seus originais para a preparação da edição de sua obra completa trouxeram à luz uma Carolina altiva e obstinada, consciente e revolucionária. Dadas as últimas descobertas, hoje sabe-se que Carolina decidiu ser autora de literatura ainda nos anos de 1940, quando começou a visitar jornais e editoras para apresentar seus originais. E se na época sua escrita foi considerada não literária, testemunhal e aquém da normal cultura da Língua Portuguesa, na atualidade ela começa a ser reconhecida como renovadora das noções de Literatura e do Português Brasileiro: Carolina fez literatura em "pretoguês".


Sob o signo desta mineira reformadora da Língua Portuguesa e da Literatura brasileira, a VI FLAVIR apresenta a seguinte programação:



PROGRAMAÇÃO

Sexta-feira 20 (Lambari)


20h - Conferência de Abertura da FLAVIR: "Carolina Maria de Jesus: a invenção de si e do pretoguês", com Profa. Dra. Aline Arruda, Profa. Dra. Amanda Crispim e Profa. Dra. Mirian Santos.

Nos últimos anos, as pesquisas acadêmicas e a releitura dos originais de Carolina para a preparação de sua obra completa estão revelando uma autora desde jovem obstinada em ser escritora, além de renovadora das noções de Literatura e do Português Brasileiro.

Online: clique aqui para assistir



Sábado 21 (Lambari) 10h - 19h, até o dia 28/5 - Exposição “Janelas”, de Henrique Monteiro

Inspirada nas obras literárias "Capitães de Areia", de Jorge Amado, e "A rainha do Cine Roma", de Alejandro Reyes, "Janelas" é composta por ilustrações e frases curtas escritas por crianças semi-alfabetizadas a partir do flerte com os olhares retratados nas ilustrações. O resultado é uma obra ferina, que incomoda e emociona pelo que comunica através de olhares infantis.

Presencial, Livraria Estação Mercado do Livro

Pça. Vivaldi Ribeiro, 98, Centro, Lambari-MG

Henrique Monteiro & "Janelas"


15h - Salão dos Escritores Sul Mineiros Lançamento do livro “Laboratório de Sonhos”, de Eugênio Rodrigues; e bate-papo sobre as obras com os autores Antônio Carlos Magalhães, Marine Melo Expedito Gonçalves Dias, Jaara Cardozo e Luciane Madrid. Presencial, Livraria Estação Mercado do Livro

Pça. Vivaldi Ribeiro, 98, Centro, Lambari-MG



Segunda 23 (São Bento Abade)

17h - Gravação de "Paulo Freire - O legado e a atualidade", com o Prof. Dr. Martinho Condini - mesa virtual para os professores da rede pública municipal de S. Bento Abade

A educação freireana é um patrimônio cultural e educacional brasileiro. Neste ano do centenário de Paulo Freire, Dr. Martinho Condini, ex-aluno do mestre, nos convida a pensar como o legado e a atualidade da educação freireana podem colaborar para a superação dos traumas e prejuízos educacionais decorrentes dos dois anos de educação à distância impostos por força da pandemia do novo coronavírus.

No canal do YouTube do Vagão 98, quarta-feira (25), a partir das 16h.




Terça 24 (Lambari)

16h - Mesa online sobre a Associação das Mulheres Empreendedoras do Café da Serra da Mantiqueira, (AME Café) sediada em Lambari.

A história e o trabalho da associação de mulheres cafeicultoras que hoje reúne cerca de 70 produtoras de Lambari e região. Elas estão desenvolvendo os cafés especiais e gourmet e estão criando marcas próprias para seus produtos.

Clique aqui para assistir ao bate-papo.



19h - Apresentação online de “Lovecraft e as Tradições Esotéricas” de Lúcio Reis Filho

"Lovecraft e as Tradições Esotéricas", do escritor e tradutor Lúcio Reis Filho, investiga como a ficção e a mitologia de Howard Phillips Lovecraft (1890-1937), ou H. P. Lovecraft, escritor estadunidense que revolucionou o gênero de terror atribuindo-lhe elementos fantásticos, típicos dos gêneros de fantasia e ficção científica, influenciaram os movimentos religiosos norte-americanos dos anos 1960. Clique aqui para assistir.


Quarta-feira 25 (Varginha)

18h - Salão dos Escritores Sul Mineiros da APESUL

Roda de conversa sobre literatura e teatro com Sandra Rodrigues, Expedito G. Dias, Luciane Madrid Cesar, Gustavo Uchôas Guimarães, Jaara Cardoso, Angélica Gouveia, Tina Coelho, Hudson Lebourgh.

Presencial, no Museu Municipal de Varginha

Quinta-feira 26 (Três Corações)

10h - 23h - Exposição “Oratório Balé", de Henrique Monteiro

Durante o isolamento social imposto pela eclosão da pandemia da Covid-19, em 2020, Henrique Monteiro revisitou seu passado com a dança para produzir uma série em que o instante e o movimento se mesclam com graça e harmonia.

Presencial, na Villa Container

Av. Dep. Renato Azeredo, 1060, Três Corações

Da série Oratório Dança


10h - 23h - Exposição “Arte com papel”, de colagens, de Malu Gallegos

Malu Gallegos se dedica à arte da colagem (collage) há mais de 20 anos. Com forte influência das cores e temperamentos da cultura mexicana, ela produz quadros que impressionam pela beleza e a imaginação.

Presencial, na Villa Container

Av. Dep. Renato Azeredo, 1060, Três Corações

Colagem de Malu Gallegos



10h - 23h - Poesia no filtro com Carlos La Terza

Presencial, na Villa Container

Av. Dep. Renato Azeredo, 1060, Três Corações


10h - 23h - Livraria Itinerante Estação Mineira

Excelentes títulos novos e usados a preço de sebo.

Presencial, na Villa Container

Av. Dep. Renato Azeredo, 1060, Três Corações



10h - 23h - Exposição de poemas do livro "Cromossomos Cósmicos", de Igor Alves

Presencial, na Villa Container

Av. Dep. Renato Azeredo, 1060, Três Corações


10h - Exibição de "Arábia" para os alunos do 1º e do 3º ano do Colégio Nova Geração/Unis

Ao encontrar o diário de um trabalhador, numa vila operária em Ouro Preto, o jovem André entra em contato com a comovente trajetória de vida de Cristiano, em meio às mudanças sociais e políticas do Brasil nos últimos dez anos. Melhor filme no Festival de Brasília 2017; Melhor filme lançado em 2018 segundo a Abracine (associação brasileira de críticos de cinema), APCA (associação paulista de críticos de arte), Jornal Folha de São Paulo e Festival SESC Melhores Filmes.

Presencial, na Villa Container

Av. Dep. Renato Azeredo, 1060, Três Corações




15h - Visita à FLAVIR dos estudantes e professores do Colégio Padrão.

13h-18h - Exposição de livros de autores tricordianos

Presencial, na Villa Container

Av. Dep. Renato Azeredo, 1060, Três Corações


17h00 - O poeta Paulo de Barros em cena

Presencial, na Villa Container

Av. Dep. Renato Azeredo, 1060, Três Corações


18h - Acervos tricordianos: a memória cultural e artística de Três Corações - Com Prof. Dr. Luiz Fernando Matos Rocha (UFJF); Profa. Dra. Carina Adriele Duarte de Melo; e os escritores Tanando, Márcia Lemes e Lelo de Brito

Presencial, na Villa Container

Av. Dep. Renato Azeredo, 1060, Três Corações


Sexta-feira 27 (Três Corações/ Lambari)

10h - 23h - Exposição “Oratório Balé, de Henrique Monteiro

Presencial, na Villa Container

Av. Dep. Renato Azeredo, 1060, Três Corações


10h - 23h - Exposição “Arte com papel”, de colagens, de Malu Gallegos

Presencial, na Villa Container

Av. Dep. Renato Azeredo, 1060, Três Corações 10h - 23h - Exposição de poemas do livro "Cromossomos Cósmicos", de Igor Alves

Presencial, na Villa Container

Av. Dep. Renato Azeredo, 1060, Três Corações


10h - Exibição do documentário “A vizinhança do tigre”, para os alunos do Instituto Federal de Três Corações

Divididos entre o trabalho e a diversão, cinco jovens do bairro Nacional, na periferia da cidade mineira de Contagem, precisarão domar seus tigres internos para sobreviver à luta cotidiana.

Presencial, na Villa Container

Av. Dep. Renato Azeredo, 1060, Três Corações


11H30 - Palestra sobre a formação do povo mineiro, com Lelo de Brito, para os alunos do Instituto Federal de Três Corações.

Presencial, na Villa Container

Av. Dep. Renato Azeredo, 1060, Três Corações

13h-18h - Exposição de livros de autores tricordianos

Presencial, na Villa Container

Av. Dep. Renato Azeredo, 1060, Três Corações


18h - Sarau com Vírus Poético, Igor Alves e convidados

Presencial, na Villa Container

Av. Dep. Renato Azeredo, 1060, Três Corações


18h30 - Reunião do Clube de Leitura Trem de Ler, do Vagão 98

No 2º Encontro do ano, os integrantes do clube de leitura se reunirão para falar sobre seus livros prediletos e para decidir a leitura do próximo mês.

Presencial, no Vagão 98

Pça. Vivaldi Ribeiro, 98, 3º piso, Centro, Lambari-MG




Sábado 28 (Lambari)


10h - 10h - Abril Poético em Lambari, com Grupo Lesma e convidados

O Abril Poético é uma trupe itinerante que leva música e poesia às cidades do interior mineiro.

Presencial, no Parque Wenceslau, junto da feira livre, Centro, Lambari-MG .


15h - Apresentação do Terno de Congada Rainha das Águas

Sinopse - O terno de Congada Rainha das Águas é um dos mais tradicionais do Sul de Minas.

Presencial, em frente à Livraria Estação Mercado do Livro

Pça. Vivaldi Ribeiro, 98, Centro, Lambari-MG


16h30 - Sarau Vagão 98

A comunidade do Vagão 98 convida você para uma deliciosa tarde de poesia e música!

Presencial, em frente à Livraria Estação Mercado do Livro

Pça. Vivaldi Ribeiro, 98, Centro, Lambari-MG


Sábado 28 (Cambuquira)

20h - MosCa na FLAVIR: Exibição do longa-metragem “Arábia”

Ao encontrar o diário de um trabalhador, numa vila operária em Ouro Preto, o jovem André entra em contato com a comovente trajetória de vida de Cristiano, em meio às mudanças sociais e políticas do Brasil nos últimos dez anos. Melhor filme no Festival de Brasília 2017; Melhor filme lançado em 2018 segundo a Abracine (associação brasileira de críticos de cinema), APCA (associação paulista de críticos de arte), Jornal Folha de São Paulo e Festival SESC Melhores Filmes.

Presencial, no Centro Cultural Sinhá Prado, Cambuquira






0 visualização0 comentário
  • Lelo Brito

O bem-estar e a meditação estarão em cena no teatro do Vagão 98 neste final de semana No sábado (7/5), às 19h, Guilherme Kropf e Joana Franco apresentarão a palestra “Meditação e Mindfulness”, marcando a retomada do nosso grupo de meditação. A entrada é gratuita e é obrigatório o uso de máscara.

Guilherme Kropf abordará a importância da meditação como ferramenta de promoção da saúde e equilíbrio mental e físico, sob o prisma das nossas conexões durante as quatro estações da vida humana: primavera, verão, outono e inverno. Joana Franco falará sobre Mindfulness, uma técnica de meditação que treina a atenção para se estar no presente de forma serena. A prática de mindfulness aumenta a nossa capacidade de acolher as experiências enquanto elas acontecem, de modo que possamos responder às situações com maior consciência e gentileza.


Vem saber mais sobre meditação e mindfulness com a gente. Até sábado, no teatro do Vagão 98, em Lambari-MG.


Mais informações: lelodebrito@vagao98.org


#meditação #equilíbrio #mindfulness #suldeminas #vagao98 #lambarimg #circuitodasaguas

0 visualização0 comentário
  • Lelo Brito

Grupo de teatro amador debate o legado de um dos maiores dramaturgos brasileiro


Neste final de semana, o teatro e o cinema brasileiro estão em cartaz na sede do Vagão 98. No próximo sábado (23/4), às 19h, o grupo de teatro lambariense “Ridículus” apresenta o documentário “Augusto Boal e o Teatro do Oprimido” (2010), de Zelito Viana. Após a exibição haverá debate sobre o filme e sobre Boal, o dramaturgo brasileiro que desenvolveu um teatro que é ao mesmo um meio de transformação subjetiva do ser humano e de transformação objetiva da sociedade. A entrada é gratuita e os ingressos limitados - é obrigatório o uso de máscara.


Augusto Boal (1931-2009) foi um dos criadores que mais contribuiu para a elaboração de um teatro genuinamente brasileiro e latino-americano. Desde os primórdios de sua carreira, no teatro de Arena, até elaboração do Teatro do Oprimido, técnica que o tornou mundialmente conhecido, sua preocupação sempre foi a de criar uma linguagem que traduzisse o “sentimento do mundo” dos brasileiros: nosso modo de falar, agir e pensar. Com espírito investigativo e revolucionário, Boal perseguiu um teatro popular e político, capaz de responder às questões sociais de um dos países mais desiguais do planeta. Seu Teatro do Oprimido reúne técnicas, jogos e exercícios teatrais capazes de inspirar a transformação social ao mesmo tempo em que forma o ator.


A exibição de “Boal’ e o debate marcam também a retomada das atividades do grupo “Ridículus”, suspensas há dois anos por conta da pandemia do coronavírus.

Reservas podem ser feitas pelo e-mail lelodebrito@vagao98.org


Será obrigatório o uso de máscara durante a exibição do filme e o debate. #teatrobrasileiro #cinemabrasileiro #ridículus #lambarimg #vagao98 #circuitodasaguas #arte #cultura


0 visualização0 comentário